Árvores e frutos…

Não há boa árvore que dê mau fruto, nem má árvore que dê fruto bom.” – Lucas 6.43

Geralmente nos lembramos da árvore pelo fruto que ela gera – as frutíferas, claro. Por exemplo, chamamos uma árvore de laranjeira por suas laranjas, de macieira, por suas maçãs, e por aí vai (Lucas 6.44)… Para gerar fruto, há todo um processo envolvendo a árvore e o ambiente onde ela está plantada. Para que a árvore gere frutos sadios, ela deve ser sadia também. E, para que seja sadia, deve estar em um ambiente que favoreça o seu desenvolvimento. Fatos esses semelhantemente ocorrem em nossas vidas. Por exemplo, tem pessoas que você lembra pelo bom humor, outras, por mentirem bastante, e por aí vai. Jesus, neste exemplo, nos deixa claro uma coisa: tudo o que guardarmos em nosso coração, cedo ou tarde gerará fruto. E um dos “galhos” onde esses frutos ficam “pendurados” é a boca (Lucas 6.45). O ser humano, quando longe de Deus, é como a árvore doente ou plantada em solo “ruim”, certamente vai gerar fruto problemático (Gálatas 5.19-21). Portanto, ao nos achegarmos a Deus, estamos no “habitat” certo, no verdadeiro caminho que Ele quer que sigamos, também geraremos fruto, o fruto do Espírito (Gálatas 5.22,23). Uma das características do fruto é a sua utilidade. Um fruto sadio, com certeza vai fazer bem a quem se alimentar dele, portanto, um fruto azedo (não maduro) ou podre, não gera boas consequências ou lembranças. Semelhantemente em nossas vidas, ao gerarmos frutos ruins (brigas, inveja, ciúmes, etc), espalhamos coisas ruins a quem nos rodeia, literalmente sementes de discórdia. Mas, através do fruto do Espírito (amor, paz, domínio próprio, etc), espalhamos a semente do evangelho.

Anúncios

LibreOffice pt-br no SliTaz 4.0

A última versão (4.0) do SliTaz já inclui um instalador automático para o LibreOffice no idioma PT-BR. Para refrescar a memória, o LibreOffice é o projeto alternativo livre(Open Source) ao Open Office, que era mantido pela Sun, atualmente comprada pela Oracle.
Como instalar o LibreOffice na versão 4.0 do SliTaz:

1º: Vá até o terminal, através do menu Aplicações->Utilitários->Sakura Terminal

2º: Torne-se root, através do comando su, digite sua senha de root

3º: Digite tazpkg update para atualizar/baixar a lista de pacotes do sistema

4º: Digite tazpkg get-install get-LibreOffice para baixar o instalador

5º: Depois de instalado, digite get-LibreOffice no terminal para iniciar o download/instalação do LibreOffice

6º: Depois de instalado, vá ao menu Aplicações->Escritório e provavelmente o LibreOffice já estará disponível. Enjoy it!

Obs.: Aos usuários do SliTaz 3.0, recomendo a troca pela versão 4.0, ela está muito mais estável e rápida, também ficou muito mais simples de usar.

Link para download da versão 4.0 do SliTaz:

http://mirror.slitaz.org/iso/4.0/slitaz-4.0.iso

Carga pesada?

“Vinde a mim todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei” – Mateus 11.28

    Um lema que tem ganhado muita força ultimamente é “cada um ser dono de sua vida”, porém, controlar nossa própria vida parece ser um tanto complexo. Estudos, trabalho, sonhos, imprevistos, problemas… Coisas que muitas vezes podem até mesmo tirar o sono de qualquer um. Deus criou o homem para que vivesse em comunhão com Ele, em um relacionamento semelhante ao de pai para filho, onde o filho depende do pai. E, quando uma criança não cresce sob o amor fraterno, chega à idade adulta com sequelas, em vista de ter vivido sob uma pressão a qual não tinha experiência nem mesmo estrutura – psicológica e/ou física – para suportar. Há muitas coisas que fogem de nosso controle, por exemplo, ninguém pode dizer com 100% de certeza quanto tempo viverá, quão menos o que vai acontecer daqui a dois minutos adiante. Este é apenas um dos tantos limites que temos, os quais compõem uma “carga” que nos é um tanto pesada para carregar. Jesus quer nos dar alívio. Ele nos conhece por inteiro, já sabe de toda a nossa vida, mesmo antes de nascermos(Salmos 139.1-16). O “peso” que Ele dá em troca é muito menor, é segui-lo e guardar Seu exemplo(Mateus 11.29,30). E, com isso, encontraremos a tão buscada “paz de espírito”(Mateus 11.29b). Concordamos que, muitas vezes, para se obter um serviço de qualidade é recomendável procurar por alguém que entenda realmente do assunto. Deus entende de tudo, inclusive do que nós não conseguimos explicar ou entender. Entregar a vida nas mãos do Pai, que nos entende como ninguém, não é deixar de trabalhar, estudar, etc, mas sim é viver em comunhão com Ele e dependência, deixando com Ele todo esse peso que não conseguimos carregar.

BrOffice para SliTaz

Obs.: Este post já está ultrapassado. Fiz um novo post com um passo-a-passo da instalação do LibreOffice no SliTaz 4.0. Segue o link: https://zekideia.wordpress.com/2012/06/08/libreoffice-pt-br-no-slitaz-4-0/

Reempacotei o BrOffice(versão 3.2.1) para o SliTaz, em vista da necessidade de uma suíte Office PT-BR aliada a um sistema operacional leve e Livre. Este pacote ainda está em fase de testes, portanto, os riscos ficam por conta do utilizador do sistema.

Clique aqui para baixar (94.39MB)

Instalação:

1 – depois de baixar o arquivo, abra o terminal, e acesse a pasta onde você baixou o arquivo  broffice3_3.2.1_slitaz.tar.gz, como no exemplo:

$ cd Downloads

2 – logo após, digite o seguinte comando para descompactar o arquivo:

$ tar -zxvf broffice3_3.2.1_slitaz.tar.gz

3 – Após a descompctação, será gerada uma pasta com o nome  broffice3_3.2.1_slitaz . Vamos acessá-la:

$ cd broffice3_3.2.1_slitaz

4 – nesta pasta há 2 arquivos. Vamos nos tornar root(única forma para poder instalar programas no linux) e depois vamos instalá-los, seguindo a seguinte sequencia:

$ su (Obs.: será pedida a sua senha de root)

# tazpkg install broffice.org_3.2.1-18_i386.tazpkg

# tazpkg install freedesktop_menus.tazpkg

5 – Pronto. Você já pode usar o BrOffice no SliTaz. Caso encontrem alguma dificuldade, postem aqui no blog ou enviem para ezeqroot@hotmail.com .

Ler tags xml

Desenvolvi, para poder fazer um trabalho de faculdade, esta pequena biblioteca para ler strings do tipo XML, exemplo:

<file name=”Documento1.htm”>

Nesta biblioteca, há funções para extratir o nome da tag(“file”), a informacao(“Documento1.htm”) entre as aspas e infomações dentre tags, tipo:

<folder>Nome</folder> – Retornará a string “Nome”(sem aspas).

Claro, existem muitas bibliotecas que fazem isto já prontas, mas para quem quiser aprender uma forma de como se fazer isso, baixe estes arquivos. No arquivo estão inclusos o código-fonte e um arquivo-exemplo.

Versão 1.0 – http://www.mediafire.com/file/ruan1lzaveb75fc/zkxml.tar.gz

Versão 1.5 – http://www.megaupload.com/?d=2LZMRXNV

Canon iP1300 e iP1700 no UBUNTU 9.10 e 10.04 barbadinha!!

1 – Realize o download do arquivo drvcanon.tar.gz

2 – Abra o terminal e digite: sudo su

3 – Em seguida digite sua senha de root: *******

4- Digite o comando para descompactar:

tar -zxvf drvcanon.tar.gz

5-Será criada a pasta drvcanon, vá para esta pasta com o comando

cd drvcanon

6- Em seguida digite :

dpkg -i *.deb

7 – Após rápida instalação, feche o terminal e REINICIE O UBUNTU.

8 – Em seguida conecte e ligue a impressora, o led verde deverá estar aceso.

9 – Clique em Sistema > Administração > Impressão e clique em Adicionar

10 – Dar-se-á inicio a detecção da impressora Canon iP1700, aguarde…

11 – Será aberto o um menu para encontrar o modelo compativel

selecione canon > avançar …

selecionar iP2200 ver2.60

Nota: O modelo iP2200 ver 2.60 encontra-se após a impressora Image Runner C6870U

12 – Clique em avançar e decida se quer ou não uma folha de teste, lembro que a folha de teste consome uma boa quantidade de tinta e a impressora deverá estar com os dois cartuchos.

Bons trabalhos! Paz seja convosco, ezeqroot@hotmail.com

Instalando o Visual Studio Express 2008(Visual Basic 2008 Express)

Clique aqui para acessar a página, caso seu navegador não consiga abrir, cole este endereço na barra de endereços:
http://www.microsoft.com/express/Downloads/#2008-All

O site abre sempre pra baixar o visual Studio 2010, eu não consegui instalá-lo no meu PC (problemas técnicos), provavelmente não vai mudar muito a forma de instalação de um para outro, mas vamos ao que interessa:

  • Selecione a aba  com o nome “Visual Studio 2008 express”;
  • Vá até a opção “All – offline ISO install” e clique.
  • Clique na caixa de opções com a frase “Select language…” que se abrir abaixo e selecione a linguagem, eu, no caso, escolhi a opção “english”(inglês);
  • Aparecerá um botão roxo escrito “Free download”, clique nele;
  • Baixada a iso, descompacte-a usando o winrar (ou acesse: http://www.rarlab.com/download.htm)para uma pasta(de qualquer nome, com nome “visual studio” por exemplo, é só pra não ficarem os arquivos “espalhados” no teu PC);
  • Abrindo a pasta onde você descompactou a ISO, procure e clique no arquivo com o nome “setup”;
  • Na tela que se abrir, selecione o “Visual Basic 2008 Express” e o resto é instintivo(next, next, install…).

Obs.: O Visual Studio é tipo um “Office” para programadores Windows, contém várias ferramentas, para trabalhar com o Visual Basic, C, C++, etc. A edição Express é boa pra quem estuda – ou não quer pagar por uma suite para fazer seus trabalhos de faculdade(no meu caso).

%d blogueiros gostam disto: